Cultura Gramado

Cultura Gramado
Secretaria da Cultura

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

ARTESANATO GRAMADENSE

NA FOTO, AUTORIDADES DA ÉPOCA VISITAM A FEARTE EM GRAMADO



Quando chegaram no Brasil, imigrantes alemães e italianos se viram impedidos de exercer suas profissões, pois precisavam cuidar de suas necessidades básicas para garantir a sobrevivência da família.

Porém, a arte permaneceu em suas mentes e, com o passar dos anos, dentro das suas possibilidades, deram início ao trabalho artesanal, após os afazeres do cotidiano.

Tiraram dos seus baús a roca e o tear manual. Um grande número de italianos eram sericultores e trouxeram consigo a lagarta, que forma o casulo do bicho-da-seda, de onde se extrai a seda.

O Artesanato Gramadense passou a ligar-se ao turismo e a traçar com ele paralelas, que se promoviam mutuamente. Nos teares artesanais, saiam lindos tapetes.

Cerâmica, escultura, pintura e tapeçarias em grande quantidade foram surgindo, marcando uma nova era para o artesanato gramadense, culminando na realização da FEARTE, o maior evento do gênero na época, que trazia a Gramado o melhor da produção artesanal latino-americana, além da produção local.

A Prefeitura de Gramado, através da Subsecretaria de Cultura, vem promovendo uma série de ações para fortalecer o artesanato gramadense: iniciou promovendo um grande fórum da classe para discutir os rumos do artesanato local e definir as prioridades da gestão pública voltada à este segmento, oportunizando a participação dos artesão gramadenses na construção do plano de governo, intitulado FÓRUM CULTURAL DE GRAMADO.

Em seguida, a Subsecretaria de Cultura realizou, em conjunto com a Estação Gramado, a FEIRA DO ARTESANATO GRAMADENSE, bastante elogiada por turistas, gramadenses e artesãos locais.

Após a Feira do Artesanato, foram realizados ENCONTROS de confraternização entre os artesãos de duas associações (Associação Elisabeth Rosenfeld e Associação dos Artesãos da Serra Gaúcha) e artesãos independentes. Também foram promovidas REUNIÕES com a classe para avaliar as ações já efetivadas e projetar as futuras que irão auxiliar no desenvolvimento do artesanato gramadense.

Dentro de pouco tempo, a Prefeitura, através da Subsecretaria de Cultura, fará a entrega oficial da VILA DO ARTESÃO, novo espaço onde artesãos da Associação Elisabeth irá expor e comercializar seus produtos, localizado em área nobre da cidade, ao lado do Lago Negro.

E para os primeiros meses de 2010, a Subsecretaria de Cultura pretende concretizar outro sonho antigo dos artesãos e artistas plásticos gramadenses, entregando a CASA DAS ARTES DE GRAMADO, cujo projeto preve um espaço diferenciado junto ao Lago Negro, onde serão expostas e comercializadas obras de arte e peças artesanais dos pintores, escultores e artesãos de outras associações, além dos artistas independentes.

A idéia é que, após atingirmos por completo a qualificação do nosso artesanato, o resgate da identidade local e a organização comercial e promocional, possamos retomar outro antigo sonho da comunidade gramadense, turistas e artistas: a volta da FEARTE!

Vamos lutar com todas as forças para trazer de volta este que foi um dos principais eventos culturais realizados em nossa cidade, e que por décadas deixou de ser realizado!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário